Sul-coreanas prometem doar óvulos para ajudar cientista
Terça-Feira 06 de Dezembro 2005 Fonte : Globo Online

Reuters


SEUL - Mais de mil coreanas prometeram nesta terça-feira doar seus óvulos a um cientista sul-coreano, pioneiro nas pesquisas com células-tronco, que está envolvido em uma polêmica ética. Houve uma manifestação de apoio diante do laboratório dele.Entre as mulheres que fizeram a promessa estão duas deputadas, que participaram de outra manifestação, na Assembléia Nacional, junto com outros parlamentares que manifestaram apoio ao cientista Hwang Woo-suk.

Hwang está isolado desde novembro, quando pediu desculpas por lapsos éticos na obtenção de óvulos humanos para pesquisas.

- O doutor Hwang não poder voltar ao laboratório pelo menos até o fim desta semana, porque está extremamente exausto, mental e fisicamente - disse Ahn Curie, importante membro da sua equipe, em e-mail à Reuters.

Hwang é considerado um herói na Coréia do Sul por colocar o país na linha de frente das pesquisas com células-tronco e clonagem. O apoio a ele, na verdade, cresceu apesar das falhas éticas que levaram alguns colaboradores internacionais a se retirarem de projetos conjuntos.

O grupo de Hwang clonou o primeiro embrião humano para pesquisas e desenvolveu células-tronco embrionárias "sob medida", que podem ser eventualmente tratadas contra lesões da coluna e vários outros problemas médicos.

Para manifestar apoio, v[arias mulheres foram à porta do laboratório, na Universidade Nacional de Seul, para depositar buquês de "rosas de Sharon" (um hibisco que é a flor nacional). Também foram deixados bilhetes de incentivo a ele.

- A única esperança para nós é o doutor Hwang. Não pisoteiem nosso único fiapo de esperança - disse uma mulher cujo filho sofre de um grave problema renal, emissora YTN. Ela contou que as mulheres também planejam doar seus óvulos a Hwang.

A polêmica chegou a afetar as Bolsas da Coréia do Sul. A rede MBC, que transmitiu um programa crítico contra Hwang e pediu desculpas por suas próprias falhas éticas ao falar anteriormente das pesquisas dele, viu as ações de uma empresa afiliada, a iMBC, terem queda de 6,7% na segunda-feira.

A MBC pediu desculpas no fim de semana por ter coagido dois membros da equipe de Hwang a concederem entrevistas.

A rede YTN, que no fim de semana apontou as falhas éticas da MBC em uma reportagem, teve aumento de 3% nas suas ações na segunda-feira.

As empresas de biotecnologia também têm altas expressivas desde segunda-feira. O laboratório farmacêutico Choongang, por exemplo, ultrapassou o limite diário de alta, de 15%, no pregão de segunda.

Na terça-feira, deputados sul-coreanos, tanto conservadores quanto progressistas, pediram às agências reguladoras de comunicações que punam exemplarmente a MBC.
Enviar este clipping por Email Imprimir este clipping